Um bocadito para lá das aparências
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007
O Desenvolvimento Cognitivo Segundo Vigotski - 7

2 - O DESENVOLVIMENTO COGNITIVO SEGUNDO VIGOTSKI


2.1 Piaget e Stern Interpretados por Vigotski


Vigotski propõe-se desenvolver uma investigação cujo tema procura aprofundar a génese do pensamento a partir duma perspectiva que se centra na linguagem. Nesta proposta começa por recorrer às teorias de Piaget e de Stern, que lhe servem de ponto de partida, de modo a estabelecer limites, contornos e objectivos para a tese pessoal que depois nos sugere.


Segundo Piaget, a orientação que o desenvolvimento da fala assume nos termos da sua génese, caracteriza-se por uma evolução gradual que parte do pensamento autístico para o pensamento articulado. O pensamento autista que será assim a primeira manifestação da actividade cerebral racional, é radicalmente auto-centrado, e pode-se até dizer que se resume à experiência instintiva. Depois - de acordo com um esquema evolutivo que parte, ainda segundo Piaget, do subjectivo para o objectivo, ou seja, de dentro para fora - o pensamento adquirirá futuramente competências complexas como as que possibilitam a comunicação social e as articulações lógicas em geral. Deste modo, ainda segundo a perspectiva de Piaget, a função social na genética do pensamento não é uma causa mas um fim.


É precisamente este o ponto de divergência invocado por Vigotski. A mediação dos factores sócio-relacionais terá uma importância muito vincada na formação dos processos que levam a criança do pensamento autista ao pensamento dirigido. A tese Piagetiana sofre assim uma inflexão – a genética do pensamento não depende de condições subjectivas mas é sempre moldada a partir das condições de inserção ambiental da criança. A fala egocêntrica não será assim um mero patamar intermediário no percurso que leva do pensamento autístico até ao pensamento dirigido – uma fase de transição que será superada - e sim um instrumento do pensamento no sentido próprio do termo – a fala egocêntrica característica das crianças é o próprio pensar, em tudo similar à fase do pensamento interiorizado. Segundo Piaget, a fala egocêntrica tende a desaparecer quando dá lugar ao pensamento já perfeitamente desenvolvido. Vigotski não partilha esta opinião – defende que a fala egocêntrica é apenas uma manifestação particular do pensamento, em muito semelhante ao pensamento interior e à fala organizada. Deste modo, a fala egocêntrica, nada mais é do que a manifestação das reacções que o meio provoca na genética do pensar, ou seja, a criança fala porque o meio lhe coloca problemas que ela resolve por meio de um pensamento ainda rudimentar, ainda nas suas primeiras fases de desenvolvimento. Deste modo, a função primordial da fala, tanto nas crianças quanto nos adultos, é a comunicação, o contacto social. A fala mais primitiva da criança é, portanto, essencialmente social, sendo que, segundo a concepção de Vigotski, o verdadeiro curso do desenvolvimento do pensamento não vai do individual para o socializado, mas do social para o individual. Este aspecto assume grande relevância quando questionadas as pretensas condições de universalidade pretendidas por Piaget – É que na realidade, se os factores mediadores do meio são determinantes, então isso significa que os próprios resultados obtidos por Piaget poderiam ter sido muito diferentes se as condições experimentais tivessem sido outras. Vigotski sugere-nos que se os experimentos se tivessem realizado em condições de trabalho concreto, os resultados teriam sido outros, já que a natureza dos problemas a resolver teria obrigatoriamente que dar respostas diferentes. Assim, estamos perante uma teoria que faz depender o desenvolvimento essencialmente de condições extrínsecas e não lineares, embora o papel do sujeito não se reduza à mera passividade como pretenderiam os behavioristas.



publicado por Transbordices às 23:11
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De so12 a 15 de Agosto de 2007 às 16:05
Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Acudam!!! Estamos numa de psicologia educacional???!! O que se passa? Nesta altura do campeonato? Piaget?
Vou ver outros artigos....de fininho.... obrigada pelas visitas. bjo


De Transbordices a 15 de Agosto de 2007 às 17:22
Epa, tenho que começar a ser mais cuidadoso com os meus artigos - o seu aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, anuncia que quase teve uma síncope cardíaca. Não quero ser o responsável por ataques de coração na blogosfera, he, he, he



Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Frango???

A Volta

O Vidrão

A Culpa?

A convicção

No princípio

Melhor que isto...

...

Será que agora vai?

Cá estamos

Estou Armado ao Pingarelh...

Do Mito à Natureza

A Vontade do Saber

O que é a Ontologia?

...

A Multa

A Marca

O Tempo visto por quem di...

Limites

...

arquivos

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO
subscrever feeds