Um bocadito para lá das aparências
Sexta-feira, 29 de Junho de 2007
Manifesto

Sinto-me revoltado com o conteúdo de alguns blogs que por aí proliferam. Chego ao fim dos posts que lá se publicam e sinto crescer em mim o complexo da “empáfia”, transpiro bazófia. São artigos escritos por gente que se agiganta fazendo todo o resto pequenino. Não chego a perceber se tais textos são animados por inteligência excessiva ou pura fanfarronice. Por mim desconfio das pseudo-inteligências que se auto-promovem visando fragilidades alheias, que realçam tudo o que está mal não sugerindo melhoras – profetas da miséria, abutres que alimentam o ego à custa do que está moribundo.


Sinto assomar em mim o complexo da empáfia mas não lhe cedo, resiste Zé. Não vou esquecer os meus limites. Não vou esquecer que não sou perfeito. Não vou contribuir para intensificar a dor de quem sofre. Não vou desistir de tentar melhorar o que pode ser melhorado. Não vou esquecer que não sou omnipotente, que existem factores que me escapam e que por isso não devo apressar-me a julgar superficialmente. Vou continuar a ser um benemérito “bom samaritano”. Vou procurar continuar a ser mentalmente higiénico e moralmente são. Não tenho vergonha de usar estas palavras... Não vou ser corrompido, não o vou permitir...


Há dois tipos de atitudes que me transtornam. A “ignorância orgulhosa” e a “empáfia soberba”. Ambas são catastróficas porque conduzem à estagnação do espírito. A primeira porque se recusa a progredir por teimosia, a segunda porque não esclarece por soberba. Ambas podem ser simbolizadas através da figura que aponta com o dedo esticado e o sobrolho franzido. A primeira devia perguntar com maior frequência, a segunda evitar acusações. Ambas pecam pela intolerância e reconduzem à ignorância. Ambas justificam a violência.


Por mim vou-me passeando nas margens, procurando não esquecer a minha condição. Não faço intenção de agarrar a lua, não tenho tamanho para isso. E até te posso ajudar se a quiseres agarrar, tu que estás convencido que lá podes chegar. Por mim basta-me ir a teu lado, alerta... Atento ao que posso melhorar, em ti e em mim...



publicado por Transbordices às 15:37
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De Dr.Martírio a 3 de Julho de 2007 às 01:57
O Lado obscuro da força lançou um teste à blogosfera.
Apareçam para o fazer e ficarem a conhecer-se melhor.
http://ladoobscurodaforca.blogspot.com
Pronto, obrigado e bom dia


De so12 a 2 de Fevereiro de 2008 às 02:01
Amigo...aqui sublima-se tudo, somos os maiores, os mais isto, mais aquilo... estar aqui significa um desafio à nossa sanidade mental, ah pois é... e muitas vezes apetece mandar tudo às urtigas, claro! Mas.. isto é como uma manta de retalhos fica bonito vê-la crescer, embora em alguns casos como no meu, só tenha idiotices... anima-te e não te deixes corromper por arauto nenhum, vale?


De Transbordices a 2 de Fevereiro de 2008 às 17:27
Obrigado por teres dado atenção


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Frango???

A Volta

O Vidrão

A Culpa?

A convicção

No princípio

Melhor que isto...

...

Será que agora vai?

Cá estamos

Estou Armado ao Pingarelh...

Do Mito à Natureza

A Vontade do Saber

O que é a Ontologia?

...

A Multa

A Marca

O Tempo visto por quem di...

Limites

...

arquivos

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO
subscrever feeds