Um bocadito para lá das aparências
Quinta-feira, 21 de Junho de 2007
Os Pardais

Lá entrei no Mac Donnalds, faz mal e engorda mas sabe bem. De vez em quando lá vai um burger, ou um sunday. Esperei a minha vez na fila, e como habitualmente sou atendido com um grande sorriso e sobretudo, uma insistência incomum na fixação do olhar, fosse eu alinhar e certamente me viriam lágrimas aos olhos – peço com os olhos no horizonte só para chatear. Têm instruções para isso, conforme constatei no outro dia. Li um sticky colado numa registadora onde figuravam as directivas. Estava explicada a razão porque os caixas pareciam querer fulminar-me com o olhar sempre que ia pagar, aquilo nunca me parecera normal.


O tempo estava abafado por nuvens de verão que sufocavam à frente do sol quente – combinação pouco comum, concentração anormal de humidade no ar. Sentei-me na esplanada, nuns bancos altos fixos, que não foram desenhados para acomodar pernas tão compridas como as minhas. Enquanto estrabuchava no aperto para encontrar posição observei um pardal que saltitava na mesa em frente. Destemido o sacana, fruto do hábito, cresceu ali rodeado de seres humanos – o hábito faz o monge. Logo surgiram mais dois, seguidos de outros tantos que procuravam migalhas por cima das mesas desocupadas. Afinal era um bando. Era vê-los, pouco incomodados com a minha presença, a depenicar por entre os intervalos das tábuas de madeira das mesas. Realmente por aqueles lados comida era coisa que não faltava. Mesmo quando levantei os braços repentinamente não se mostraram muito incomodados. Um pequeno sobressalto, um abrir de asas curto e brusco, um pulinho para a frente e pronto - de volta ao depenicanço. Por aqueles lados não se sabe o que é uma espingarda.


Foi então que notei algo invulgar. Aqueles pardais não eram normais. Pareciam uns balões prestes a rebentar de tão cheios. Estavam gordos os sacanas. Aliás, aquilo nem era bem estar gordo, era obesidade mesmo. Nunca na minha vida vira pardais tão gordos como aqueles, não era normal aquilo. Mas que grandes baleias. Será que aquela gordura excessiva era o resultado da ingestão de produtos excessivamente calóricos ou será que era simplesmente o resultado da abundância de comida? Será que até mesmo os pardais são vulneráveis à comida de plástico? Ao que parece a resposta é afirmativa. Que grandes mastodontes aqueles pardais do Macdonnalds. Ver para crer. Depois de acabar o burger, na continuação do passeio fiz questão de reparar em todos os pardais que se cruzavam no meu caminho. Eram normais, nada tinham a ver com os do MacDonnalds. Separados apenas por umas escassas dezenas de metros mas tão diferentes na fartura.



publicado por Transbordices às 18:10
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Big Mac a 21 de Junho de 2007 às 19:57
Tem razão quando diz que "faz mal, mas sabe bem".
Aliás, sabe mesmo muito bem de vez em quando.
´De facto, nunca reparei em animais que vivem dos restos da chamada "junk food", mas é um assusto bastante pertinente.
Pelo que escreve, noto que ainda não teve oportunidade de ver o filme "Super size me". É quase um documentário de um americano (só podia) que se presta a comer só junk food durante um mês. As consequiências são desastrosas.
Aconselho...
Cumprimentos, Big Mac.
Já agora, não podia deixar de dizer que gostei da forma como referiu que comeu um "burger" e não caiu na tentação de dizer que tinha comido um Big Mac. Isso sim, seria mais estranho do que pardais a precisar de banda gástrica.
lololol


De Transbordices a 22 de Junho de 2007 às 00:58
sim é isso, tenho que ver essa obra cinematográfica, muito pertinente de facto. "Burger" nada tem a ver com o seu nick, simples coincidência, aliás, eu já tive ocasião de referir algures que tenho uma escrita bastante clara e muito pouco hipócrita. Quando quero atacar alguém faço-o abertamente e de frente. Faço questão que os meus adversários compreendam sem hesitações o que penso deles...


De Big Mac a 22 de Junho de 2007 às 15:52
Mas quem é que falou em ataques amigo???
Chiça que és um bocado neurótico...


De Cláudia Oliveira a 22 de Junho de 2007 às 10:19
O quê que tens com isso? Queres ajudá-los, é?


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Frango???

A Volta

O Vidrão

A Culpa?

A convicção

No princípio

Melhor que isto...

...

Será que agora vai?

Cá estamos

Estou Armado ao Pingarelh...

Do Mito à Natureza

A Vontade do Saber

O que é a Ontologia?

...

A Multa

A Marca

O Tempo visto por quem di...

Limites

...

arquivos

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO
subscrever feeds