Um bocadito para lá das aparências
Sábado, 19 de Julho de 2008
Frango???

Fui acometido por esta profunda dúvida  metafísica:

 

Porque se chama "frango" quando os guarda-redes são mal batidos e deixam entrar bolas fáceis de defender? Porquê "frango"?



publicado por Transbordices às 16:42
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Terça-feira, 15 de Julho de 2008
A Volta

Não deixa de ser curioso como em plena crise petrolífera saltam para fora de certas garagens veículos com motores que há muito poderiam ter servido de alternativa perfeita para os de combustão.

 

Se meros entusiastas conseguem construir por simples hobby automóveis eléctricos ou movidos por energia  solar tão eficientes no recôndito das suas garagens, então o que não conseguiriam fazer os senhores da indústria caso se empenhassem.

 

Bem vistas as coisas o que o nosso sistema precisa é de mais crise - que a crise faça com que os interesses do grande capital sejam substituídos pelos interesses do povo.

 

Uma grande volta nisto tudo precisa-se -

 

 

 



publicado por Transbordices às 17:19
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Julho de 2008
O Vidrão

O som da garrafa a estilhaçar levou-me para longe:

 

Isto do vidrão terá mesmo como objectivo a defesa do ambiente, ou será que não passa de uma ideia para poupar uns tostões à custa da boa vontade do povo? Alguém está a lucrar com a reciclagem destes vidros e plásticos reaproveitados

 

Enfim, do mal o pior - com isto do ambiente é melhor não brincar - já lá vão os tempos da indecisão e do deixa andar.

 

No entanto, custa aceitar como metem a mão em tudo o que me pertence - feudalismo disfarçado - tudo o que tenho paga imposto e não é para a manutenção - essa tenho eu que pagar do meu bolso ... De resto não se vê nada - onde estão as contrapartidas? Nisto tudo eis que algo deixou de bater certo...

 

AI AI -



publicado por Transbordices às 22:23
link do post | comentar | favorito

Domingo, 6 de Julho de 2008
A Culpa?

Eles multiplicam-se em culpabilização,

 

Pretos culpam brancos, pobres ricos, os satisfeitos a si mesmos,

 

Quando lá bem no fundo o único culpado é a opressão.

 

Já dizia o poeta que não é possível viver sem escravos

 

Mas será que não?

 

Será que o reverso do paradoxo resulta mesmo em opressores ainda mais implacáveis?

 

Não o creio, nesse caso não haveria esperança para a humanidade - deixem-me antes acreditar que a consciência colectiva está neste preciso momento a consciencializar-se - uns séculos mais e teremos finalmente embarcado

 

Dai-me forças mestre ...

 

 



publicado por Transbordices às 18:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 1 de Julho de 2008
A convicção

Quando me disse que não gostava desconconfiei! Não perguntei frontalmente de que particularidade não gostava, não quis tornar-me inconveniente, embora tivesse todas as condições para lhe destruir a convicção. Perguntei antes - "Já aprofundaste suficientemente para saberes que não gostas?". Iniciou um discurso atabalhoado, lavagem cerebral com défice de detergente. Afinal era falta de jeito - incompetência transfigurada em puro desdém. Faltou-lhe apenas confessar a verdade. Tinha tentado mas a frustração amargara-lhe o espírito. Lá me deixou ajudar. Ainda agora se serve feliz da obra depreciada, lá jeito faz-lhe. Como agradecimento transmite-me a ideia que só os nabos percebem daquelas coisas. Não é passatempo que eu vá abandonar meu amigo. Para sair é preciso ter entrado. Tu não chegaste a entrar...



publicado por Transbordices às 18:28
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 30 de Junho de 2008
No princípio

No princípio era o grande mistério. Depois formou-se a matéria. Então espírito e vontade fundiram-se e fez-se a vida na matéria. E do querer fez-se o mover, e do mover braços e pernas e dos braços e pernas o existir.

 

Depois, chegou a palavra e com a palavra - a civilização...

 

Misteriosa vontade que te fundiste com o espírito no corpo e na matéria, que novos trilhos preparas tu?

 



publicado por Transbordices às 16:42
link do post | comentar | favorito

Domingo, 29 de Junho de 2008
Melhor que isto...

Melhor que os seis ordenados do bastonário cessante e do que o recente benfiquismo à conquista da Europa só mesmo a trivela

 

e esse grande descarado do Vale e Azevedo - pulha, que vives á grande e à Francesa, ou melhor - Inglesa. Também me saíste um belo benfiquista, si senhor...

 

 



publicado por Transbordices às 16:21
link do post | comentar | favorito

Sábado, 28 de Junho de 2008
...

Dei comigo a pensar nos critérios de gosto na sociedade dos nossos dias

 

Tende-se a gostar do que é publicitado - estratégias de marketing levam o povo, tal palhinhas no vento, que esvoaçam por onde quer que ele sopre.

 

E tu, medes o teu gosto em função das alternativas que chegam a ti, ou em função daquilo que chega a ti? E por onde esvoaça a qualidade? Onde se escondem vocês grandes Mourinhos do nosso Portugal?

 

Agora estava a pensar no fetiche do teclado - mas não vou por aí, esta fica para a rolerpoint...

 

Cumprimentos ...



publicado por Transbordices às 16:37
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 4 de Junho de 2008
Será que agora vai?

Teste -

teste - 2

 



publicado por Transbordices às 17:35
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 15 de Abril de 2008
Cá estamos
Uma pérola da astrologia, com que fui brindado à hora do lanche, aqueles écrans que costumam povoar as zonas de restauração:

Segundo astróloga x, os aquários "terão tendência para serem demasiado sinceros no amor"

Não compreendo muito bem, esta coisa de atribuir graus ao acto da sinceridade. Como raio é que vou determinar numa escala de 1 a 10 o grau da sinceridade? Ainda para mais no amor?

Estou a ver - O zé chega a casa e diz à mulher "hoje pus-te os cornos, mas não te preocupes, só introduzi metade do pénis. Podes ficar descansada e que venha de lá um chochinho..."

Por outro lado, se o zé dissesse à mulher que não lhe tinha posto os cornos, não estaria a ser nada sincero, estaria a mentir. Ou se mente ou não se mente, é esta a realidade, não se pode ser mais ou menos sincero, no mínimo pode-se é mentir de vez em quando.





publicado por Transbordices às 17:35
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
16
17
18

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Frango???

A Volta

O Vidrão

A Culpa?

A convicção

No princípio

Melhor que isto...

...

Será que agora vai?

Cá estamos

Estou Armado ao Pingarelh...

Do Mito à Natureza

A Vontade do Saber

O que é a Ontologia?

...

A Multa

A Marca

O Tempo visto por quem di...

Limites

...

arquivos

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO
subscrever feeds